quarta-feira, 8 de junho de 2016

Depois de muita pressão, Alto Parnaíba alimenta portal da transparência e sobe no ranking!

Depois de muita pressão, Alto Parnaíba alimenta portal da transparência e sobe no ranking!


Depois de nossa postagem em janeiro deste ano com, o titulo “Falta de transparência prejudica município de Alto Parnaíba” e com sucessivas pressões do MPE, MPF, TCE, o portal da transparência desta cidade passou a ser alimentado o que elevou o município a figurar entre os quinze mais transparentes do estado, atrás de São Raimundo das Mangabeiras, saindo de 0,40 na primeira avaliação e chegando a 7,2 na segunda.

Apesar de ainda não ser fácil o acesso, com dificuldade os internautas podem consultar decretos, portarias, atos, planilhas de receitas e gastos dos gestores, inclusive da folha de pagamento, que gerou nos últimos dias desconforto para a administração, causando uma tremenda saia justa ao gestor, quando foram expostos os salários dos servidores públicos. 

Muitas pessoas ficaram surpresas com a quantidade de pessoas desconhecidas que constam seus nomes na folha de pagamento, outras pelos valores dos salários, às vezes, quem não trabalha ganha várias vezes mais de que quem está na ativa, outros tiveram aumentos significativos em seus vencimentos de janeiro pra cá, daí surge uma grande dúvida, são laranjas e a grana é fatiada com quem recentemente foi obrigado a sair da folha por nepotismo? (São apenas dúvidas!) E, teve outros, como eu, que ficaram surpresos como pessoas se rebaixa ao ponto de se autodenominar “babão” por tão pouco, vai entender!!!

A falta de transparência levou o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Jorge Pavão, determinar que conste nas certidões emitidas aos municípios pela Corte de Contas, a título de informação, se há ou não o descumprimento por parte das gestões municipais da Lei de Responsabilidade Fiscal (LC 101/2000) a respeito da transparência.

Segundo o conselheiro, a não implantação ou alimentação dos portais de transparência enseja na proibição aos municípios de receberem  transferências estaduais ou federais, voluntárias e legais.

Embasado pela determinação do TCE, o secretário de Estado da Transparência e Controle, Rodrigo Lago, já anunciou que o governo não assina convênio com quem não se adequar.


Click nos links e confira:

- Decretos 

- Folhas de pagamentos 

Lei de Responsabilidade Fiscal  

Ranking da transparência

Portal da transparência 

Nenhum comentário:

Governador fala sobre matéria exibida no "Fantastico".

Globo no Maranhão é a TV do Sarney, que faz essas reportagens veiculadas nacionalmente. Chamam isso de "jornalismo" e "...